I – CAMPEONATO REGIONAL DE TRUCO

I – CAMPEONATO REGIONAL DE TRUCO

 

 

 

 

REGULAMENTO

 

Art. 1º - O presente CAMPEONATO REGIONAL DE TRUCO, será promovido e organizado pela ANTÔNIO CARLOS PERANDRÉ E PREFEITURAS MUNICIPAIS , e com apoio da Cervejaria Conti Bier e terá seu início no mês de fevereiro de 2007 nas datas e cidades abaixo relacionadas e quantidades de duplas classificadas por etapas:

 

DATAS                           CIDADE                   QTD. DE DUPLAS  CLASSIFICADAS         

25/02/2007                      Cândido Mota            10 duplas

04/03/2007                       Paraguaçu Pta.          10 duplas

11/03/2007                       Assis                         10 duplas  

18/03/2007                       Palmital                    10 duplas

25/03/2007                       Maracaí                     10 duplas

01/04/2007                       Pedrinhas Pta.           10 duplas

15/04/2007                       Iepê                           10 duplas

22/04/2007                       Tarumã                     10 duplas

29/04/2007                       Rancharia                  10 duplas

06/05/2007                       Quatá                         10 duplas

13/05/2007                       Echaporã                   10 duplas

20/05/2007                       Assis                         10 duplas

27/05/2007                       Cândido Mota            (FINAL DO TORNEIO – 120 DUPLAS)

 

 Art. 2º - Este campeonato será regido de acordo com as regras oficiais em vigor, adaptados para este campeonato. Os jogadores que participarem serão considerados conhecedores deste regulamento, bem como das suas regras.

 

DOS OBJETIVOS

 

 

Art. 3º - O Campeonato Regional de Truco tem por objetivo difundir a prática desse jogo, como forma de ampliar as oportunidades de participação da população na atividade celebrando a confraternização entre jogadores e cidadãos e praticantes deste esporte, serão (12) doze etapas pré-classificatórias onde as duplas classificadas por cidades disputaram a grande final na cidade de Cândido Mota /SP no dia 27/05/2007, sendo que as duplas campeãs das etapas (já classificadas á final) não poderão participar de outras etapas.

 

 

 

 

 

 

DAS INSCRIÇÕES

 

Art. 4º - As inscrições deverão ser feitas nos pontos de venda credenciados identificados com cartaz “INSCRIÇÕES AQUI”até a última sexta-feira que antecede a etapa ou  nos locais dos jogos até (1) uma hora antes do início das competições; pagando uma taxa de quarenta reais (R$ 40,00) para o recolhimento das fichas de inscrição.

As duplas terão direito a duas camisetas alusiva ao torneio, basta apresentar o comprovante de inscrição no local dos jogos.

                Durante as etapas será necessário as duplas apresentarem  o documento de RG.

 

 

DAS FORMAS DE DISPUTA

 

Art. 5º Todos os jogos constarão de três partidas (melhor de três), sendo que, cada uma delas somará 01 vitória a dupla vencedora.

 

CLÁUSULA 1 – A forma de disputa é a seguinte:

Abertura e final em Cândido Mota, e as demais etapas em datas pré estabelecidas em municípios sedes ordenados pela organização do evento.

 

CLÁUSULA 2 – Os confrontos serão realizados nos dias pré estabelecidos pela organização divulgados nos cartazes, imprensa escrita e falada.

 

 

DA CLASSIFICAÇÃO

 

Art. 6º - A classificação respeitará os critérios normais de eliminatória:

Exemplo:

1º sorteio dos jogos para primeira fase;

2º as duplas ganhadoras da primeira fase aguardaram para a segunda fase;

3º as duplas perdedoras irão automaticamente para repescagem, onde as vencedoras voltarão a participar da segunda fase;

4º no caso de empate na final ou fase de classificação entre duas ou mais duplas, os critérios de desempate será: confronto direto, sorteio.

 

DAS PENALIDADES

 

 

Art. 7º - Não será tolerado qualquer tipo de indisciplina por parte dos jogadores contra árbitros, auxiliares, organizadores, bem como danos ao patrimônio público dos municípios participantes.

 

 

Art. 8º - Serão considerados atos de indisciplina: prejudicar o bom andamento da competição, promover desordens antes, durante e após os jogos, faltar com respeito as autoridades, diretores, adversários, árbitros, dirigir palavras ofensivas ás autoridades, diretores, invadir o local do jogo; tentar ou agredir árbitros, autoridades, comissão técnica e jogadores; estimular atletas e comissão á violência; proceder de forma não condizente com a honestidade no jogo (roubar); o jogador que romper as regras anteriores estarão automaticamente eliminados da etapa.

 

 

Art. 9º - O baralho de jogo é personalizado.

A)    O baralho será utilizado na totalidade da rodada não sendo autorizada á troca do mesmo;

Parágrafo Único – Os integrantes da disputa não poderão causar danos propositais ás cartas do baralho, caso contrário, o causador será obrigado a pagar uma taxa de R$ 5,00, caso isso não ocorra o causador (dupla) será automaticamente desclassificada.

 

Art. 10º - A dupla que não se apresentar no dia do jogo ou abandonar as disputas será desclassificada daquela etapa, e não será devolvida a taxa de inscrição.

 

 

DAS PREMIAÇÕES

 

Art. 11º - As duplas campeãs de cada etapa ganharão 02 (duas) Televisões de 20’’ (vinte) polegadas, e as duplas vice campeãs 02 (dois) DVD´s.

§ 1º Para o ponto de venda onde a dupla campeã fez a inscrição este ganhará 10 (dez) caixas de cerveja CONTI BIER (líquido).

 

                                                                 FINAL

 

§ 2º - Para a final, que será realizada na cidade de Cândido Mota, os classificados nas (12) doze etapas anteriores (120 duplas), disputarão premiação em dinheiro sendo:

- DUPLA CAMPEÃ – R$ 2.000,00 – DOIS MIL REAIS.

- DUPLA VICE-CAMPEÃ – R$ 1.200,00 – HUM MIL E DUZENTOS REAIS.

- DUPLA TERCEIRA COLOCADA – R$ 700,00 – SETECENTOS REAIS.

§ 3º - Para o ponto de venda na qual a dupla campeã se inscreveu, o proprietário do estabelecimento comercial ganhará (01) televisor 20” (vinte polegadas) mais 12 jogos de mesa CONTI BIER.

 

REGRAS DO JOGO DE TRUCO

 

I -  Do Baralho

Art. 1º - Ficará a cargo do Comitê Dirigente a troca de baralhos, quando necessária.

 

IIDa DADA de Cartas

Art. 2º - O jogador encarregado de dar o baralho recolherá as cartas jogadas, em seguida embaralhará 5 (cinco) vezes o baralho apoiado na mesa e dará o baralho para o corte.

PARÁGRAFO ÚNICO -  Nenhum dos jogadores poderá ficar com as mãos em cima da mesa na hora do corte ou na hora em que o baralho estiver sendo embaralhado, ou mesmo quando as cartas estiverem sendo distribuídas.

Art. 3º - As cartas serão dadas de três em três, da direita para a esquerda, dando a vira na 13º carta.

Art. 4º - Não será permitido, em hipótese alguma, ao “pé” e ao “cortador” ver a frente ou as costas do baralho e, caso isso ocorra, o infrator perderá o “tento”, sendo que, em qualquer dos casos, passa-se o baralho adiante.

Art. 5º - Cada participante deverá sempre aguardar a sua vez do jogar, nunca passando à frente do adversário e, caso isso ocorra, a carta será queimada.

Art. 6º - Perderá a vez de dar cartas o “pé” que, porventura, distribuir uma, duas, quatro ou mais cartas ao seu adversário e perderá o “tento” e vez, se para si ou seu parceiro.

Art. 7º - Se quando da distribuição das cartas uma ou mais caírem viradas a jogada será anulada, passando a distribuição do baralho para o participante seguinte. O mesmo ocorrerá se virar mais de uma carta quando da escolha da “vira” (13º carta).

Art. 8º - As cartas descartadas encobertas na 2º e 3º mãos não poderão ser utilizadas.

Art. 9º - Somente após uma partida poderá um jogador trocar de lugar com seu parceiro.

 

IIIDO CORTE

Art. 10º - O encarregado do corte deverá embaralhar em 5 (cinco) cortes apoiado sobre a mesa e será obrigado a dar 1 (hum) corte ao entregar as cartas para o jogador que será o “pé” do baralho.

Art. 11º - Os cortes serão dados com as 40 (quarentas) cartas dividas em 2 (dois) montes apoiados sobre a mesa.

Art. 12º - O “pé” do baralho, após o corte, poderá dar as cartas por cima ou por baixo.

Art. 13º - Quando o corte for seco, o cortador determinará se o baralho será dado por cima ou por baixo.

 

IV – DA CONVERSA ENTRE OS JOGADORES

Art. 14º - Somente por sinais (mímica), os jogadores da mesma dupla poderão comunicar-se em relação ao jogo.

Art. 15º - Nenhuma palavra poderá ser trocada entre os elementos da dupla, sob pena de perda do “tento”.

Art. 16º - Os sinais não poderão ser dados em forma de código (palavras ditas pela metade), ou em outro idioma, batidas Morse ou silvos.

Art. 17º - Fica terminantemente proibido aos jogadores:

a)      marcar as cartas com objetos, unhas, tintas, etc.

b)      utilizar objetos que possibilitem a visualização do reflexo das cartas.

c)      levantar durante a partida nem mesmo para comemorar uma trucada.

Art. 18º - Quando uma dupla trucar, o adversário terá 30 (trinta) segundos para chamar ou não; não o fazendo perderá o “tento”.

 

V – DO EMPATE NA MÃO

ART. 19º - Havendo empate na primeira vasa, ninguém é obrigado a mostrar sua carta maior na segunda, mesmo com trucada, podendo a mão terminar na terceira vasa, valendo pois, essa carta maior na jogada. Em caso de empate nas três vasas, sem trucada, ninguém ganha o “tento”, passando-se o maço para a frente. Observe-se ainda:

a)      quem truca ou retruca a carta exposta, perde em caso de empate.

b)      Quem truca ou retruca no escuro, joga pelo empate.

 

VI – MÃO DE ONZE

Art. 20º - Todas as partidas serão em 12 (doze) pontos.

a)      quando for mão de onze (escolha) para uma dupla não haverá empate. Exemplo: se as três mãos terminarem empatadas, quem está com onze perde três “tentos”.

b)      Se uma das duplas estiver com onze “tentos”, quem mandou jogar, a que tem onze, deverá ganhar a jogada, pois se não o fizer perderá os três “tentos”.

c)      Se as duas estiverem com onze e o jogo terminar empatado, haverá necessidade de outra dada de cartas, passando-se, portanto o baralho, para o jogador seguinte.

Art. 21º - Na mão de onze os dois jogadores poderão trocar suas cartas para conhecimento do jogo e depois resolverem, cabendo a um deles determinar se jogam ou não com as seguintes palavras: “Vamos jogar” ou “Não vamos jogar”.

Art. 22º - A partida melhor de 5 (cinco) durará no máximo 2 (duas) horas.

 

 

DATAS E LOCAIS DA REALIZAÇÃO DAS ETAPAS DO TORNEIO DE TRUCO

 

 

25/02/2007 :- C. Mota: Rua Antonio de Araújo Marques s/n - Ginásio Municipal de Esportes.

 

04/03/2007  :- Paraguaçu Pta.: Av. Siqueira Campos,188 – Ginásio Municipal de Esportes Sílvio M. Padilha.

 

11/03/2007 :-Assis - Rua Fadlo Jabur , 50: Ginásio Municipal de Esportes  José Nigro.       

 

18/03/2007:- Palmital: Praça Santo Antonio, s/n: Barracão Santo Antonio.              

 

25/03/2007:-  Maracaí: Rua São Paulo, 790 – Ginásio Municipal de Esporte (GME).                  

 

01/04/2007 :-Pedrinhas: Rua das Tulipas, 300 – Ginásio Municipal de Esportes Elizeu Rosan.    

 

15/04/2007: - Iepê:  Rua Paraná, SN - Ginásio Municipal de Esportes Antonio Menucci.             

 

22/04/2007:- Tarumã: Av. dos Lírios, SN – Ginásio Municipal de Esportes Ernesto Paitl.                  

 

29/04/2007: Rancharia: Rua Duque de Caxias, SN - Ginásio do Centro Social

 

06/05/2007: Quatá: Rua Duque de Caxias, SN – Ginásio Municipal de Esportes Guideo Teccho.                   

 

13/05/2007: Echaporã: Rua Sato Antonio, SN - Centro Comunitário                 

 

20/05/2007: Assis: Rua Fadlo Jabur , 50 – Ginásio Municipal de Esportes  José Nigro.

27/05/2007: Cândido Mota: (FINAL DO TORNEIO – 120 DUPLAS)